Archive for May, 2012

“Qual é, então, o problema de base das cidades de hoje? É a falta de coerência (…)”*  Sem querer ser radical (ainda que, por vezes, seja instintiva/apetecível), mas sem deixar de ser directo, é o seguinte: O problema dos centros urbanos em Portugal não está nos seus centros (históricos), mas sim na imensidão irreflectida, desorganizada […]


 


              check it here or in the printed #45 issue: